Ernst Engel, um estatístico alemão, há mais de cem anos postulou que, havendo aumento da renda familiar, uma pequena percentagem seria usada em comida, que a percentagem gasta com a administração da casa e com roupas seria permanente e, em terceiro lugar, falou que a percentagem gasta em outras coisas, como diversão e educação, aumentaria. Em termos gerais, esta lei econômica teórica é pura verdade nos dias de hoje e é válida como uma referência para o marketing. Avaliando o comportamento do consumidor e seu estágio em relação a esses três fatores, é possível desenhar um programa que irá tanto evitar as armadilhas como tirará vantagens das situações específicas.

Marketing e o aumento de renda familiar
Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *